sopa de milho
[com tomate & salsa verde]

sopa-milho.jpg

Essa sopa foi um esforço para usar um monte de ingredientes que cismavam em se acumular na geladeira. Eram sobras de milho, que já estavam cozidos. Um monte de tomatillos e pimentas diversas recebidas na cesta orgânica. E os abundantes tomates de verão. Apenas bati os grãos de milho cozidos no liquidificador com um pouco de água, passei o creme pela peneira, temperei com um pouco de sal e coloquei na geladeira.

Para fazer a salsa verde, grelhei os tomatillos, uma cebola roxa, pimentas doce e pimentas jalapeños. Pode assar no forno se preferir. Depois foi só colocar todos os ingredientes grelhados no processador, juntar folhas frescas de coentro, sal, suco de limão e azeite a gosto e moer bem. E passei tudo por uma peneira. Guardei a salsa na geladeira e na hora de servir coloquei um pouco em cada prato sobre a sopa. Acrescentei um punhadinho de tomates picados e servi.

as vantagens de ser popular

[no Farmers Market de Woodland]

moça dos ovos:
baseado nos ingredientes que vejo você comprar aqui, você deve cozinhar muitíssimo bem e sua comida deve ser uma delicia! sorte da sua família, que deve ser bem paparicada.

moça das berinjelas:
leva todas essas berinjelas bebês, porque sei que você gosta dessas pequenininhas!

moça dos tomates:
fiz gazpacho na semana passada, inspirada por você.

moço dos tomates, abobrinhas, pepinos:
leva uns tomates extras, de cortesia.

moça da geléia de uva cabernet:
—me paga outro dia, eu confio em você.

moça dos figos:
te guardei umas cestinhas dos figos que você gosta.

༺♥༻ ༺♥༻ ༺♥༻

tomatesP2.jpg

tomatesP1.jpg

picolé de pera assada com mel

picole-pera.jpg

Ganhei várias dúzias de peras de três diferentes variedades de uma colega de trabalho. Quando elas amadureceram foi uma correria, porque eu não podia deixar nenhuma estragar. Com uma quantidade delas resolvi refazer essa receita de pera assada com mel e verjuice, só omiti o açafrão. Quando as peras ficaram prontas, resolvi que elas iriam virar picolés. Bati as peras assadas no liquidificador [removi o alecrim antes] num relacão de três partes de pera e uma parte de creme de leite fresco. Coloquei nas forminhas, depois no congelador e algumas horas depois voilá! Esse picolé ficou algo de outro mundo. Levei alguns pro meu trabalho e foi muito engraçado observar a reação de êxtase das pessoas que provaram o picolé! Sucesso de público e crítica.

picolé de morango, balsâmico
[& pimenta do reino]

picole-morango.jpg

Não tenha medo da pimenta do reino nessa receita pois ela só vai dar um realce, não vai arder a língua de ninguém. Esse picolé fica um arraso em todos os sentidos—a cor é linda, a textura é gostosa e o sabor é uh-lah-lah!!

faz de 6 a 8 picolés
2 xícaras de morangos orgânicos cortados em fatias
1/4 de xícara de açúcar
2 e 1/2 colheres de sopa de vinagre balsâmico de boa qualidade
Um tantinho de pimenta do reino moída na hora

Coloque os morangos e o açúcar no processador de alimentos e pulse apenas até que os morangos fiquem em pedacinhos, mas não deixe virar um purê. Transfira para uma tigela e misture o vinagre balsâmico e um pouco de pimenta do reino moída na hora. Coloque a mistura em moldes de picolé e leve ao congelador. Muitas horas depois desenforme e se lambuze [só a boca, não na roupa, por favor!!]

gazpacho verde

greengazpacho.jpg

Essa receita de gazpacho verde era o que eu precisava para gastar o monte de tomatillos que tenho recebido na cesta orgânica. Normalmente faço uma salsa com eles grelhados, mas nessa sopa eles são usados crus. Se não achar os tomatillos use tomates verdes. O sabor não é idêntico, mas quebra um galho. Essa sopa fica uma delícia!

1/4 xícara de vinagre de vinho branco
2 colheres de sopa de suco de limão
1 e 1/2 xícaras de iogurte grego ou integral
1/2 xícara de azeite
2 e 1/2 xícaras de pão ciabatta ou outro estilo rústico cortados em pedaços
1 pepino cortado ao meio e sem sementes
1 pimentão verde picado
4 tomatillos grandes [*eu usei mais]
4 cebolinhas
2 pimentas jalapeño sem sementes
2 dentes de alho
3/4 colher de chá de sal kosher
Piment d'Espelette ou paprica húngara

Misture o vinagre, o suco de limão, 1 copo de iogurte e 1/2 xícara de azeite em uma tigela grande. Adicione o pão, pepino, pimentão, tomatillos, cebolinha, jalapeños, alho e 3/4 colher de chá de sal e misture bem. Cubra e leve à geladeira por pelo menos 4 horas. Coloque a mistura de pão e legumes noliquidificador e bata bem até ficar um creme; transfira para uma tigela ou jarra e tempere com mais sal, se quiser.

Coloque o restante 1/2 copo de iogurte em uma tigela pequenae dilua com um pouco de água. Tempere com sal. Eu não fiz essa parte. Sirva a sopa em tigelas refrigeradas. Regue com iogurte diluído e mais óleo e polvilhe com a paprica e sirva. Esse gazpacho pode ser feito um dia antes, guardado coberto na geladeira. Misture bem antes de servir.

sopa fria de grão de bico
com tahini

coldchickpea-tahinisoup.jpg

Temos tidos muitos dias tórridos de 40 graus e as sopas frias são refrescantes e substanciosas. Sou adepta delas! Essa receita estava nos meus alfarrábios e eu fiz com grão de bico em lata. Diminuí essa quantidade de ingredientes pela metade. É uma sopa muito fácil de fazer, pra aqueles dias de semana cansativos, e fica bem gostosa, como um hummus bem fraquinho e bebível.

1 xícara de tomate picadinho
1 xícara de pepino picadinho
1/4 xícara de cebola roxa picadinha
1/4 xícara de azeitonas sem caroço picadinha
1/4 xícara de salsinha fresca
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
3 xícara de grão de bico cozido [*usei em lata]
3 colheres de sopa de suco de limão
1 colher de sopa de azeite
1/4 colher de chá de cominho em pó
1 dente de alho pequeno
3 colheres de sopa de tahine
1/2 xícara de queijo feta

Numa tigela misture os tomates picados, o pepino, cebola roxa, azeitonas, salsinha e uma pitada de sal e pimenta do reino. Reserve. No liquidificador coloque o grão de bico, o suco de limão, 1 colher de sopa de azeite, o cominho, o alho, o tahine e uma pitada de sal e pimenta. Gradualmente adicione água gelada o suficiente para adquirir um liquido bem cremoso, mas não grosso. Prove e ajuste o sal e pimenta. Despeje em pratos e cubra com a mistura de legumes picados, queijo feta esmigalhado, uma pitada de cominho se quiser e um fiozinho de azeite. Sirva.

torta de mirtilos
[blueberry & rye slab pie]

blueberry slab pie

Assim que vi essa receita fui invadida por um sentimento de determinação e já sabia que essa torta iria ser colocada no topo da lista das minhas prioridades. Fui até comprar blueberries especialmente para essa ocasião, que coincidiu com o feriado de 4 de julho. Por sorte nessa época abundam blueberries e morangos em todos os mercados locais. Para fazer sobremesas patrióticas ou apenas gostosas. Essa torta ficou muito boa, mas eu fiz apenas meia receita, porque achei que ela ficaria muito grande para três pessoas. Eu estava certa. Mesmo assim rendeu uma torta grande, então se você não quiser fazer a torta que serve de 12 a 16 pessoas, divida as medidas pela metade e vai ter uma torta como a minha, com umas 6 ou 8 fatias.

quantidade para 12 a 16 pessoas
massa:
255 gramas de farinha de trigo
255 gramas de farinha de centeio
340 gramas de manteiga sem sal, gelada e cortada em cubos
1 colher de chá de sal
12 a 16 colheres de sopa de água gelada
1 colher de sopa de vinagre de maçã
Para fazer a massa, combinar as farinhas e o sal no processador. Pulse e acrescente metade da manteiga na farinha até formar grânulos do tamanho de ervilhas, em seguida, adicione a outra metade da manteiga. Adicione o vinagre de maçã e aos poucos vá adicionando a água gelada até formar uma massa bem granulada, com pedacinhos de manteiga visíveis. Remova a massa do processador e pressione formando dois discos, embrulhe em filme plástico e leve à geladeira por pelo menos uma hora antes de usar.

recheio:
5 xícaras de blueberries [mirtilos]
1 xícara de açúcar
1/4 de xícara de farinha de trigo
1 pitada de sal
Raspas da casca de um limão
1 colher de chá de gengibre fresco ralado
1 fava de baunilha, sementes raspadas
1 ovo batido para pincelar
3 colheres de sopa de açúcar cristal ou demerara para polvilhar

Pré-aqueça o forno a 400ºF / 205ºC e forre uma assadeira com papel vegetal ou manteiga. Numa tigela misture delicadamente os blueberries, o açúcar, a farinha, o sal, as raspas de limão, o gengibre ralado e as sementes da fava de baunilha. Em uma superfície enfarinhada abra um disco da massa em formato de retângulo. Mover a massa para a assadeira preparada e colocar tudo na geladeira. Abra o outro pedaço de massa aproximadamente do mesmo tamanho. Retire a massa da geladeira e despeje a mistura de mirtilo em cima, deixando uma borda em torno. Corte o restante da massa em tiras grossas e a partir do canto superior esquerdo da torta, coloque uma tira de massa na horizontal e uma tira vertical, vá trançando as tiras. Eu não tenho muito jeito pra essas coisas então ficou tudo bem "mais-ou-menos" estéticamente, mas eu não me importo. Aperte as bordas com o dedo ou um garfo e pressione firmemente para selar. Coloque a assadeira no refrigerador ou no congelador até que a crosta fique firme. Remova e pincele o topo da massa com um ovo batido e polvilhegenerosamente com açúcar demerara. Asse até que a crosta fique marrom dourada e os sucos da fruta estejam borbulhando, de 35 a 45 minutos. Deixe esfriar um pouco antes de cortar em quadrados e servir com o sorvete da sua preferência. Nos escolhemos baunilha.

blueberry slab pie

pappardelle com pesto & milho

pappardelle

Só queria mostrar com orgulho esse pappardelle que preparei em casa. Fiz a massa de macarrão clássica [para cada 100gr de farinha de trigo, um ovo] e passei na máquina até a espessura 7. Daí cortei com um cortador de massa do lado ondulado. Para temperar fiz um molho pesto clássico com folhas de manjericão fresco, queijo parmesão ralado, alho, pinoles e bastante azeite. Cozinhei umas espigas de milho na água e sal e na hora de servir temperei o pappardelle cozido em bastante água salgada com o pesto, um punhado dos grãos de milho, um pouquinho de pinoles inteiros tostados e queijo ralado. Ficou incrível, modéstia a parte.

pappardelle

crostini de ricota
com salada de tomate & aliche

tomate aliche

Chegar em casa na sexta-feira e não querer mais sair—quem nunca? Pro jantar o melhor improviso de verão é baseado nos tomates e essa receitinha da M.S. foi muito conveniente e auspiciosa. Não precisou de mais nada, foi o nosso jantar. Use uma ricota comprada de excelente qualidade ou faça em casa, que daí fica realmente imbatível.

3 colheres de sopa de azeite de oliva extra-virgem
8 filés de aliche
1 dente de alho picado
1 colher de chá de folhas de alecrim fresco finamente picadas
1 quilo de tomates
Pimenta do reino moída na hora
Ricota fresca
Fatias de pão tostado com azeite

Numa panela aqueça o azeite, o aliche, alho e alecrim e deixe cozinhar, mexendo ocasionalmente, por cerca de 4 minutos. Coloque os tomates cortados em uma tigela ou prato e regue com a mistura de aliche. Tempere com pimenta do reino moída na hora. Sirva sobre uma fatia de pão tostado coberto por uma camada grossa de ricota fresca.