my vintage wall

pratosgalore4.jpg
pratosgalore4.jpgpratosgalore4.jpg
pratosgalore4.jpgpratosgalore5.jpg

⌘ c a r o l i n a ⌘

carolina

cups & saucers

cups
cupscups
cupscups
cupscups

Uma das coisas que mais gostamos de fazer é encaroçar em lojinhas de antiguidades. Vamos regularmente nas de Woodland, que são muito boas e têm preços acessíveis. E quando estamos viajando tamnbém paramos nas lojinhas que encontramos pelo caminho. No sábado demos um pulinho na lojona da Main Street e fiquei olhando xícaras. Cliquei as que mais gostei para assim poder olhar, olhar, pensar, pensar. Acho que voltarei lá para comprar uma delas. Qual será?

outras coisas lindas

victorian-cup_2S.jpg
victorian-cup_1S.jpg
que encontro por ai

coleção de copos

colecao-copos.jpg

A foto saiu da edição de agosto pra iPad da revista Martha Stewart Living. Esses são a versão americana dos copos de requeijão brasileiros. São chamados de sour cream glasses e vinham de brinde entre os anos 50 e 70. Eles foram evoluindo no design e hoje podem ser encontrados em abundância—em vários tamanhos, estampas e cores, em lojas como a eBay.

coisas lindas

bule-mex_1S.jpg
que encontro por ai

garrafa vira copo

copos-garrafas_1S.jpgAs garrafinhas dos refrigerantes vintage da Boylan ganharam um corte arredondado e viraram uns copinhos muito fofos. O charme está também nos rótulos pintados no vidro, que são originais dessa marca. Esses foram comprados assim já cortados na loja Sur la Table. Mas se vcê conhecer alguém que domine a técnica do corte do vidro e que deixe os copos seguros para quem for usar, pode mandar fazer os copos do tamanho que quiser, com as garrafas que quiser. Não é uma ótima idéia?

chá para um

cha-para-um_1S.jpg

Adoro misturar as peças que tenho—muitas órfãs ou incompletas, que compro na thrift store. Num pisque, juntei essas três para poder tomar meu chazinho de gengibre enquanto trabalhava no computador. O bule custou três mangos na ponta de estoque, o copinho e o prato que virou bandeja foram adquiridos por centavos na loja de segunda mão. E combinaram tão bem!

para o chá da noite

chaparaFeU_1S.jpg
chaparaFeU_2S.jpg

Essa é nossa última mania. Um chazinho antes de dormir. O chá varia—pode ser de melissa com hortelã, ou só de hortelã, ou de gengibre com limão, ou só de gengibre. Mas agora com canequinhas personalizadas. Pisc!

A bandeja e o bule são da thrift store da sociedade protetora dos animais e as canecas da loja anthropologie.

pense diferente

diferentes_1S.jpg

Era uma vez algumas xícaras sem pires, que foram compradas mesmo assim, porque elas eram lindas. As xícaras sem pires ficaram guardadas no armário do castelo, até que um dia apareceram belos pires sem xícaras cavalgando sob a luz da lua no horizonte. Os pires ouviram dizer que haviam xícaras vivendo solitárias na torre do castelo, mas que as lindezas enclausuradas eram de outra linhagem, não da mesma dos pires. Mesmo assim os pires seguiram em frente e resgataram as xícaras. O encontro foi muito auspicioso, com amor à primeira vista. As xícaras e seus companheiros pires são diferentes, mas é na diferença que reside a verdadeira harmonia. E assim, na diversidade, viveram todos felizes para sempre.

para água ou suco [ou flores]

jarra_v_a_S.jpg
jarra_v_a_4S.jpgjarra_v_a_2S.jpg
jarra_v_a_3S.jpg

Não consigo resistir às jarras. Adoro todas! Essa foi mais um achado na thrifty store. É artesanal, pintada a mão, está em estado perfeito e custou apenas duas patacas!

Sadler blue onion teapot

english_tea_pot_S.jpgenglish_tea_pot_6S.jpg
english_tea_pot_2S.jpg
english_tea_pot_5S.jpgenglish_tea_pot_1S.jpg

oito xícaras & oito pires

bavaria_cups_s.jpg

Quando eu vi o joguinho de oito xícaras e oito pires de porcelana da Bavaria alemã, não pensei em nada, agarrei as fofuretes, paguei e me mandei. Na thrift store que eu frequento e que ajuda os animais do abrigo do SPCA de Woodland, é assim: viu e gostou, agarra rápido! Porque se parar pra pensar, pode não ter uma segunda chance e alguém atrás de você pode sair da loja com as coisinhas que você vacilou e não comprou.

O único problema dessa questão das minhas visitas semanais à lojinha dos bichinhos é que estou ficando, ou melhor já estou, sem lugar pra acomodar mais nada. Esse jogo alemão foi a gota d'água na seção das xícaras. Quando abri o armário onde guardo uma parte das xícaras para chá e café, vi que uma das prateleiras estava manca, pois um dos suportes tinha se quebrado. No desespero de tirar todas as xícaras de lá, quebrei uma. Felizmente era uma num conjunto de onze, então sobraram outras dez. Protagonizei um pequeno sambalelê, pedi ajuda e ainda levei uma bronca porque é evidente que na cozinha não tem mais lugar nos armários pra nem mais um copo. Revidei às críticas ao meu consumismo assistencial com o melhor argumento de todos—poootesz greeelo, estou apenas ajudando os animais desabrigados, será o benê que não tenho esse direito?!

a beleza das coisas pequenas

pratinhos_sushi.jpg

Anos atrás eu peguei a mania de olhar pratinhos para colocar o wasabi e o shoyo no serviço de sushi. Eles são realmente umas fofuras, redondos, quadrados, retangulares, em formato de flores, frutas, legumes, decorados com desenhos ou apenas coloridos. Comprei alguns, mas não fui pra frente com a coleção, o que é uma coisa pra se repensar. Hoje olhei pra eles e me encantei mais uma vez com a delicadeza e com a beleza de cada um deles. Foi uma visão confortante, para um dia onde o meu corpo vai estar se locomovendo por Davis, fazendo o que é necessário fazer, mas meu pensamento e meu coração vai estar co o Uriel e com a família dele em Campinas. Uma pequena contribuição simbólica, mas com todo o meu amor.

os espaçosos

pascoa07_9.JPG
pascoa07_11.JPG

Finlandeses Arabia vintage—nunca vi pratos tão pesados e tão grandes. Muito espaço para a comida. Nada de pratinho todo abarrotado, aquele amontoado de rango se misturando. Mara-valhosos!

No menu super simples—perna de carneiro cozida, purê de batata com alho, brócolis no vapor, salada de tomate e um cozido de legumes com uma farofinha de pão.




[VOLTAR]